Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Enquete
A Vida Após a Morte é algo REAL?
sim, pq há muitas provas.
não, pq religiões negam.
Ver Resultados

Rating: 2.9/5 (15765 votos)

ONLINE
9





Partilhe este Site...


22 Toques Conscienciais
22 Toques Conscienciais

VINTE E DOIS TOQUES CONSCIENCIAIS – V*

         (Ponderações Espiritualistas, Simples e Despretensiosas)

 

1. Nada – nem ninguém -, da Terra ou do Astral, pode impedir a sua ascensão espiritual. Na verdade, só você mesmo é que pode empatar o seu progresso, principalmente quando deixa a sua autoestima cair e, em consequência, permite que sua aura** fique fraca e sem brilho... E é por aí que os espíritos densos podem entrar no perímetro de sua vida. Eles simplesmente encontram sua porta espiritual aberta... E entram, atraídos pelo clima sombrio que tanto adoram.

           

2. Os pensamentos de ódio são como petardos psíquicos - que são lançados da plataforma mental de alguém sobre o mundo. Porém, antes de estourarem externamente, eles causam danos consideráveis na própria mente que os engendrou, pois essa é sua natureza: a destruição.

(Logo, quem odeia, paga um preço alto, pois o mal, antes de chegar nos outros de fora, já está nele mesmo, por dentro, envenenando-o, antes de tudo.)

           

3. Errar é humano... E jogar a culpa dos erros nos outros, é mais humano ainda!

            (E o fato de uma pessoa estudar temas espirituais, não significa o mesmo que ela  já estar elevada. Apenas evidencia que ela está tentando melhorar e crescer mediante os estudos e práticas que desenvolve).

           

4. As pessoas são como saquinhos de chá: você só vê a qualidade delas quando as coloca na água quente. E, aí, aparece o verdadeiro Ser, no calor da experiência prática da vida, diante das provas pelas quais precisa passar.

Todos nós somos saquinhos de chá. E os percalços que passamos são a água quente do mundo. No entanto, mais importante que o “calor das coisas”, é a qualidade do que somos... E o sabor do chá que deixamos.

(Oxalá o nosso chá seja sempre aquele do discernimento e da consciência lúcida e serena).

 

5. Não existe espírito sem Luz! Isso é uma ilusão.

O que existe são consciências que encapam a própria Luz com camadas de formas-pensamento*** trevosas e, com isso, até parece que sua origem é essa. No entanto, a natureza deles, assim como a nossa, é a Luz. Não deixaram de ser centelhas vitais do Todo, apenas escolheram caminhar por vielas conscienciais sombrias.

Então, não considere os obsessores espirituais como seres trevosos, pois, dentro deles, pulsa a mesma Luz que anima a tudo. E, no momento adequado, que só o Alto é que sabe, eles perceberão isso e tomarão novos rumos evolutivos...

Por enquanto, cabe a todos nós, estudantes e trabalhadores de todas as linhas baseadas no esclarecimento e na assistência espiritual, fazermos a nossa parte, que é, no mínimo, reconhecermos a Luz em tudo (mesmo em meio a tantas coisas estranhas rolando no mundo). Fazendo assim, não veremos trevas – e nem julgaremos ninguém.

Não é fácil pensar nisso: dentro de alguém com atitudes trevosas, está um Ser de Luz. E cabe ao Alto mensurar, não a nós, o nível consciencial de cada um.

Cabe a nós, sim, o momento do despertar de nossas próprias consciências. E isso já dá um trabalhão! Então, em lugar de prestar atenção nas atitudes trevosas alheias, vamos prestar mais atenção na Luz que tanto amamos – que é a mesma em todos os seres.

 

6. O Grande Arquiteto Do Universo é mais alto do que toda altura; mais profundo do que toda profundeza; mais vasto do que toda vastidão. No entanto, Ele prefere viajar pelos vales secretos do coração espiritual.

 

7. Quantas confusões nascem da covardia de não ser capaz de sentir o Divino habitando a casa secreta do coração?

Quantos terrores habitam o coração de quem odeia?

(Não há escolha para quem caminha pelas vias espirituais. Só se pode ir em frente, trabalhar e crescer, pois a mágoa dentro do coração faz muito mal a quem já vislumbrou a luz infinita).

 

8. Técnica de autodefesa espiritual:

Visualize um jorro de luz violeta oriundo do céu e que entra pelo chacra coronário. A seguir, faça essa energia violeta descer pelo interior do corpo e projetar-se para fora pelo plexo solar, como se jorrase para fora a partir dessa região. Faça isso por alguns minutos e sinta-se muito bem.

 

9. As investigações parapsíquicas só terão sucesso quando a mola propulsora que impulsiona os pesquisadores for o Amor à verdade - e não ao próprio ego.

 

10. Aos que estudam os temas espirituais, um alerta:

            • Não se chega aos cumes da realização espiritual portando trevas no coração.

• Não se chega às verdades da alma sintonizando a mente a objetivos escusos.

• Não se chega à pura luz com os chacras**** opacos.

• Não se chega às estrelas com a mochila do medo agarrada às costas.

• E não se firmam no caminho espiritual aqueles que caminham com objetivos levianos.

 

11. Espiritualidade não é um lugar nem uma doutrina; muito menos algo que se ganha ou perde. Não, espiritualidade é estado de consciência - interno e intransferível. É portátil: cada um carrega a sua dentro do próprio coração. E independe da pessoa estar solteira ou casada, ser alta ou baixa, homem ou mulher, ou mesmo do lugar onde se manifesta. É valor da consciência. E nem todos estão preparados para aguentar o tranco da Luz e do Amor operando transformações em seu coração.

Ah, espiritualidade não é um apêndice da consciência, somente para ser pensada e aplicada diante de algumas situações. Não, não é algo anexado ao Ser.

É o próprio Ser, embuído dos valores que esposa e vive, na prática.

Independe da pessoa estar encarnada ou desencarnada.

Espiritualidade é o que se é – e não uma parte do Ser.

Pelo contário, é o que integra o Ser consigo mesmo e com o Todo.

Não é crença nem um lugar onde se vai...

É consciência.

 

12. As únicas armas que um espiritualista pode possuir são a Luz e o Saber.

Luz para enfrentar as trevas. Saber para enfrentar a ignorância.

Do somatório da Luz com o Saber nasce o bom espiritualista:

Luminoso porque ama - e Sábio porque estuda e trabalha, sempre.

 

13. Por mais que a consciência se esforce para procurar as respostas fora de si mesma, não haverá respostas melhores do que aquelas que a intuição diz no íntimo de cada criatura.

 

14. Na estrada da vida, muita coisa acontece... É um vai e vem constante de oportunidades, e ninguém sabe o que vem pela frente. É necessário abrir as mãos e tocar todas as situações.

(Que esses toques sejam coerentes, pois no mar das ilusões, quem tem uma “boa mão” toca Deus, através da Evolução).

 

 15. Todo espiritualista que se acha o máximo não passa de simples palha seca, perante o fogo do crescimento que incinera o ego mais renitente.

 

16. Essa menina Espiritualidade é como a menina bonita do bairro. Muitos dizem que a conquistaram, mas ninguém os viu com ela.

 

17. De que adianta a alguém ser chamado de doutor em alguma área do mundo, se, no plano do espírito, não passa de um ignorante?...

O fato é que, diversos dos chamados gênios do mundo dos homens não passam de bebês no plano da consciência. Podem até parecer gigantes para os seus pares no mundo, mas, na realidade, são pigmeus diante da Espiritualidade.

Ah, é na hora da morte que se vê quem é quem – é o momento onde o que estava oculto se revela diante do Olho do Todo. E, aí, tem muito doutor do mundo que chora mais do que bebê com fome... E recebe ajuda de muitos daqueles que eles mesmos desprezaram durante a romagem terrena e que não eram doutores em nada, mas eram craques em Discernimento,Amor e Luz.

(Diante da magnitude da Vida, em todos os planos de manifestação, com corpo ou sem corpo, o que vale mesmo não é algum título disso ou daquilo, mas, sim, o caráter de cada um – e aquilo que a pessoa pensa, sente e faz...

E foi por isso que Jesus questionou o seguinte: “De que vale a uma pessoa ganhar o mundo, se ela perder sua alma?”.

É isso: de que vale a alguém arrogar-se como doutor do mundo, se, no plano da consciência, não passa de um bebê?)

 

18. A jornada real é sempre interna.

Porque há um chamado... Para o despertar da consciência.

Não para TER, mas, sim, para aprender a SER!

Ah, é preciso acabar com a dor. É preciso crescer. E ser feliz...

E vencer a si mesmo.

Para se reencontrar... E realmente SER.

 

19. A Sabedoria Xamânica de Alce Negro:

“Eu estou cego e não vejo as coisas deste mundo; mas quando a Luz desce do Alto e ilumina o meu coração, então vejo, porque o Olho do coração tudo vê.

O coração é um santuário no centro do qual existe um pequeno espaço onde o Grande Espírito vive, e este espaço é o Olho do Grande Espírito, com o qual Ele vê todas as coisas e através do qual nós O podemos ver.

Se o coração não é puro, o Grande Espírito não pode ser visto, e a alma daquele que morre nesta ignorância não pode regressar imediatamente para o Grande Espírito, ela terá de ser purificada através da vivência na Terra.

Para conheceres o centro do coração onde reside o Grande Espírito terás de ser bom e puro e viver da forma que o Grande Espírito nos ensinou.

O homem que for assim (puro), conterá o Universo no espaço do seu coração.”

 

20. Na magnitude da vida universal, com todas as grandezas incomensuráveis que existem na vastidão sideral, a grandeza das grandezas se chama “consciência”.

 

21. TÉCNICAS UNIVERSALISTAS:

• Técnica Iogue: pensar direito!

• Técnica Cristã: perdoar!

• Técnica Islâmica: Deus acima de tudo!

• Técnica Budista: evitar extremos e buscar a síntese!

• Técnica Espírita: ser médium do bem!

• Técnica Teosófica: a verdade é a verdadeira religião!

• Técnica de Viver: amar, amar, amar...

 

22. Há Consciências Espirituais elevadas orando em silêncio nos vales das sombras. Quietinhos, sem se deixarem perceber, esses sóis de amor reduzem a sua Luz e se aproximam, por obra e graça do Amor, dos corações empedernidos na maldade. Então, algo acontece: seres trevosos são tomados de intenso arrependimento e se voltam para a Luz. É que o Amor Sereno é paciente e opera em silêncio naquelas frequências espirituais sutis. Lentamente, ele toca as consciências e lhes sussurra, em Espírito e Verdade:

“Paz e Luz, Paz e Luz, Paz e Luz...”

 

- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.

São Paulo, 21 de dezembro de 2012.


       

      

      

      


topo